quinta-feira, 28 de junho de 2012

Blog participa do Cozinha Brasil




O colunista de gastronomia Francis Érico Leoni com os profissionais do SESI: Paula leite de Oliveira (nutricionista) e Reginaldo Pereira de Lima (responsável pela execução das receitas durante as aulas)


Programa ensina a comer bem sem gastar muito
Ao combinar três ingredientes fundamentais para uma boa refeição – qualidade, economia e sabor – o programa Cozinha Brasil ensina à população a preparar os alimentos de forma inteligente e sem desperdício. A coluna Gastronomia & Arte do Jornal Petrópolis em Cena participou do curso que ocorreu em Petrópolis, por meio do Sistema Firjan, através do Conselho Nacional Sesi.
A iniciativa, em andamento desde 2004, foi criada pelo Sesi de São Paulo. Desde então, combinando alimentos e temperos a um novo modo de preparo, o Cozinha Brasil introduz na vida da comunidade cardápios com alto valor nutritivo e baixo custo, apresentando possibilidades de como aproveitar 100% dos alimentos.
Além da parte de aproveitamento integral, o programa ensina como combinar sabores que à primeira vista podem parecer estranho, como o “suco de inhame cru com limão e hortelã” ou “melão com salsa”.
Aproveitando todas as partes dos alimentos, inclusive o que normalmente é dispensado como caule, talos, cascas, folhas e sementes de alguns deles, e ainda passa o conceito de nutrição, mostram como é importante saber o que estamos ingerindo. Um bom exemplo é a parte das aulas onde os participantes aprendem a ler rótulos de produtos industrializados observando composição, tabela nutricional e data de validade, considerando a fabricação e a abertura das embalagens. Além de noções básicas de nutrição, falando sobre os nutrientes encontrados em cada alimento e mostrando como aproveitá-los da melhor maneira.
Os profissionais do SESI ensinam receitas saborosas e nutritivas, respeitando as diversidades regionais. São 30 unidades móveis em todo o país, equipadas com cozinha experimental e didática, onde instrutores e nutricionistas ministram cursos gratuitos. E depois de toda a teoria, os alunos trocam experiências e degustam as receitas preparadas durante o curso.
“Este é um programa que deu certo, a receptividade por onde quer que passemos é sempre positiva”. comenta Reginaldo Pereira de Lima, envolvido com o projeto á cerca de seis anos.

Modalidades de curso
Os cursos de educação alimentar para o público geral tem 10 horas de duração. A outra modalidade, com carga horária de 24 horas, é dirigida à formação de multiplicadores. Além de aplicar o aprendizado no dia-a-dia, eles passam adiante os conceitos de comer bem e gastar pouco.
O Cozinha Brasil trabalha em parceria com empresas, escolas, associações, prefeituras, instituições religiosas e órgãos não-governamentais. Para levar uma unidade até a sua comunidade, procure o Sesi da sua região.

Bolo de Beterraba
Ingredientes:

Massa:
1 xíc. (chá) de suco de laranja
4 xíc. (chá) de beterraba picada
3 ovos
2 xíc. (chá) de açúcar
¾ xíc. (chá) de óleo
3 xíc. (chá) de farinha de trigo
1 col. (chá) de fermento em pó

Cobertura:
1 col. (sopa) de margarina
3 col. (sopa) de achocolatado
3 col. (sopa) de açúcar
1 xíc. (chá) de leite

Modo de Preparo:
Junte o suco de laranja e as beterrabas e bata no liquidificador. Reserve. À parte, bata as gemas, o açúcar e o óleo. Acrescente aos poucos o suco batido. Adicione a farinha de trigo. Por último, coloque as claras em neve e o fermento. Asse em forno médio. Para a calda, derreta a margarina, junte o achocolatado, o açúcar e, por último o leite. Deixe ferver até encorpar. Coloque a cobertura sobre o bolo ainda quente.
Tempo de preparo: 50 min
Calorias (porção): 226,12 Kcal

Rendimento:
20 porções

quarta-feira, 27 de junho de 2012

Lançamento: Comer, Treinar, Dormir



Após um extenso trabalho de pesquisa sobre os efeitos dos exercícios físicos na promoção da saúde, dra.Samira escreveu um verdadeiro manual de instruções sobre o funcionamento do corpo e seus mecanismos de defesa contra agressões de ordem física, psicológica, microbiológica e metabólica. E o que é melhor: trata-se de um manual prático e fácil de usar.

SERVIÇO
Comer, treinar, dormir
Drª Samira Layaun
R$29,90

Nas melhores livrarias!

Serra Wine Week: os melhores vinhos para Petrópolis


Restaurantes da cidade imperial  vão oferecer rótulos imperdíveis a preços promocionais de 06 a 23 de setembro de 2012
Pelo 4º ano consecutivo, não vão faltar bons motivos para celebrar o encerramento do inverno. Petrópolis, Araras e Itaipava se preparam para receber o IV Serra Wine Week, que acontece de 06 a 23 de setembro. No evento, empreendimentos gastronômicos oferecem vinhos selecionados a preços especiais para seus clientes. Cada restaurante terá uma programação com degustações, palestras e jantares harmonizados, mas a carta de vinhos e os preços são únicos para todos os participantes. 

O Serra Wine Week foi criado pelo empresário Rogério Elmor, do Bomtempo Resort, no ano de 2009, que acertou ao unir duas forças importantes na região: o vinho e o turismo. “Com a Wine Week, movimentamos a cidade de Petrópolis no período de baixa temporada, criando atrativos tanto para os moradores como para os turistas”, diz. Neste, como em todos os anos, o Serra Wine Week também terá parte da renda revertida a entidades beneficentes.

A expectativa dos organizadores é de que o movimento nos restaurantes e hotéis participantes aumente em relação aos meses sem evento. Comparado à primeira edição do Wine Week, o movimento deve ser até 35% superior. Então, prepare-se, pois serão mais de quinze dias de uma saborosa e intensa maratona de vinhos e uma ótima oportunidade para degustar sabores diferentes e conhecer novos ambientes! 



Água na boca: Festival de Fondues, Racletes e Cremes


Para abrir o apetite: confira a lista dos restaurantes que participam da 3ª edição do Festival de Fondues, Racletes e Cremes em Petrópolis, de 15 de junho a 15 de agosto. 

A época é ideal pra agendar uma visita à cidade: além do delicioso festival gastronômico, acontecem simultaneamente a Bauernfest e o Festival de Inverno Dell'Arte. A melhor estação da Serra está só começando! 


terça-feira, 26 de junho de 2012

Dica de nutrição: Conheça os benefícios do Kani à saúde



Original e apetitoso, o Kani é uma iguaria típica do Japão, que se popularizou no mundo interiro, a partir da década de 70, após a industrialização da especiaria. Este saboroso alimento é constituído de peixes, clara de ovos, sal, açúcar, vinho de arroz, proteína de broto de feijão, amido de trigo, extrato de algas e aromatizado com carne de crustáceos.
Pensando não só na riqueza que o Kani oferece ao paladar, mas na importância da ingestão dele, o proprietário e chef do Restaurante Wakai Sushi, Luiz Flores, inseriu o Kani em vários pratos do menu do estabelecimento. "O Kani é um nutriente indispensável no cardápio diário de qualquer pessoa. É leve, rico em proteínas e de alto valor biológico, ou seja, tem ótima absorção pelo organismo", explica Flores.
 Rico em nutrientes, que se textualiza em sua forma gelatinosa, o Kani forma uma placa compacta, em estilo bastão. Com um valor calório muito pequeno e uma pequena quantidade de gordura saturada, sem dúvida, o Kani possui baixos teores de colesterol. Além disso, a iguaria se destaca pela versatilidade, podendo ser utilizado na composição de saladas, sushis, Gohan, entre outros quitutes saudáveis.
FONTE: Assessoria Wakai Sushi

segunda-feira, 25 de junho de 2012

Bebericando: O Vinho encontra a Cerveja

Dedicada à produção de vinhos dentro do conceito boutique, com tiragens limitadas e alto valor agregado, a vinícola catarinense Villaggio Grando amplia os seus horizontes iniciando a produção de cervejas artesanais, com o lançamento da cerveja Patrona Alt.
Ao longo de 2011, a vinícola se uniu ao cervejeiro Gustavo Fezer para juntos desenvolverem uma cerveja artesanal de alta qualidade, que conta com o incremento de sabores e aromas obtidos a partir de processos utilizados na produção de seus vinhos.
Alt é uma cerveja de alta fermentação,  um estilo tradicional da Alemanha. No processo de fabricação da vinícola, ela passa por um estágio em barricas de carvalho e uma segunda fermentação dentro da própria garrafa, semelhante ao processo de obtenção dos vinhos espumantes.
O resultado é uma cerveja encorpada de alta cremosidade e persistência, com cor marcante, lupulagem nobre e teor alcóolico de 7,3%, cuja receita de malte conta com seis variedades distintas em sua composição, todas oriundas da Europa. A levedura  é preservada no interior da garrafa, parte do método artesanal sem filtragem.
A cerveja Patrona Alt  deve ser armazenada na posição vertical, em ambiente fresco e protegido da iluminação,  para melhor preservar as suas características de guarda. Seu consumo deve ser feito sempre em copos de vinho tinto de bojo grande. Somente assim é possível apreciar na totalidade os sabores e aromas do produto.
Contando com a reconhecida qualidade da Villaggio Grando, a Patrona Alt se insere no valorizado e diversificado segmento de cervejas premium e será comercializada em garrafas de 750ml ao preço médio de R$ 30,00.
Patrona Alt, a Fusão do Mundo da Cerveja e do Vinho!
Localizada no município de Água Doce, nos campos de altitude de Santa Catarina, a vinícola Villaggio Grando reúne características ímpares de solo e clima, próprios para o desenvolvimento de seus vinhedos. São 42 hectares e 13 variedades de uvas, cultivadas em harmonia com à natureza, para a produção de vinhos tintos, brancos, rosé e espumantes em tiragens limitadas, que traduzem o terroir autêntico de umas das regiões mais frias do país.


quinta-feira, 21 de junho de 2012

Dica do blog: Bom corte com visual arrojado

A marca francesa Déglon, especializada em cutelaria desde 1921, acaba de lançar uma linha de facas que serão o sonho de consumo de todos os amantes da gastronomia, com visual moderno e arrojado, elas encaixam perfeitamente umas nas outras, como mostra a imagem abaixo.


Para maiores informações acesse o site :http://www.deglon.fr/

quarta-feira, 20 de junho de 2012

Dica do blog: Rodízio de Caldos no Duetto's



O Duetto's Café - Museu Imperial, deu início ao seu Festival de Caldos e Cremes, com ínicio as 18h30. No rodízio, Caldo Verde, Batata baroa, Ervilha, Abóbora com casca de gorgonzola, Cebola e Feijão com bacon.  Valor: R$ 21,90.Para maiores informações e reservas: (24) 2243 2952


SERVIÇO
Duetto’s Café Imperial
Rua da Imperatriz, 220, Museu Imperial, Centro
(24) 2243-2952

terça-feira, 19 de junho de 2012

Nutrição: A Dieta Ortomolecular no combate aos metais tóxicos em nosso corpo


* Dra Sylvana Braga
Nem todos sabem, mas estamos expostos diariamente a inúmeras substâncias maléficas que podem acarretar em doenças com sintomas físicos e mentais. A poluição, os produtos químicos, os herbicidas, os cosméticos e os aditivos alimentares são fontes de metais pesados, como o alumínio, cádmio, chumbo e mercúrio.
A intoxicação por esses metais se desenvolve de modo lento e pode causar danos ao metabolismo celular e comprometer as funções fisiológicas do corpo. A Dieta Ortomolecular contribui para a eliminação de metais de alto peso molecular e, quando se elimina algum metal, logo os demais são estimulados a serem eliminados por semelhança.

Veja onde os metais tóxicos podem ser encontrados e seus riscos e consequências:

Alumínio
Onde encontrar: água potável, queijo, sal, latas de conservas, embalagens e panelas de alumínio, filtro de cigarros, utensílios de cozinha (facas, garfos e colheres), perfumes, desodorantes, cremes e pastas de dente. Partes afetadas: estômago, ossos e cérebro.
Efeitos: dor de cabeça, prisão de ventre, falta de energia, cólicas abdominais, fraqueza geral, pele e boca seca, confusão mental e irritabilidade.

Cádmio
Onde encontrar: peixes, farinhas refinadas, chás, café, cigarro e baterias elétricas.
Partes afetadas: córtex renal, sistema nervoso, vasos sanguíneos, rins e coração.
Efeitos: aumenta o risco de câncer e depressão, hipertensão, hipotensão, danos nos rins, perda de apetite e de olfato.

Chumbo
Onde encontrar: leite, vinho, uísque, gasolina, cigarro, bateria, tintas de parede e brinquedo, cosméticos (tinta de cabelo) e alimentos: fígado e vegetais (cultivados em áreas industriais).
Partes afetadas: ossos, fígado, rins, pâncreas, coração, cérebro e sistema nervoso.
Efeitos: fraqueza, apatia, perda de memória, prisão de ventre, queda de cabelo, zumbidos, depressão, hipertensão arterial, inflamação nos rins e tendência a aborto espontâneo.

Mercúrio
Onde encontrar: água, alimentos (peixes e frutos do mar), açúcar, tomate, fungicidas, pesticidas, filtros de ar-condicionado e creme clareador da pele. Partes afetadas: membranas celulares, sistema nervoso e centros de dor e apetite. Efeitos: conjuntivite, diarreia, depressão, memória fraca, hepatite, convulsões e perda de apetite e peso.
Em algumas ocasiões, esses metais pesados deslocam os minerais essenciais. O chumbo, por exemplo, desloca o cálcio, ferro, cobre e zinco, fazendo com que eles fiquem em déficit no organismo. Já o cádmio, desloca o zinco e afeta a absorção de cobre.
É importante saber que, muitas vezes, estamos contaminados por mais de um metal tóxico e os sintomas podem se sobrepor ou serem intensificados. Por isso, é essencial o acompanhamento com um especialista e o tratamento através da Medicina Ortomolecular.

Sobre a Dra. Sylvana Braga
* Dra. Sylvana Braga (www.sylvanabraga.com.br) – Nutróloga, reumatóloga, fisiatra e especialista em prática ortomolecular, também autora do livro “Dieta Ortomolecular – dieta natural para emagrecimento saudável e evitar definitivamente o efeito sanfona", que traz mais de 100 receitas para se manter saudável de forma natural.

Água na boca: Que tal um arroz doce?


O arroz doce é mais uma herança dos portugueses. Na época da colonização, os lusitanos trouxeram a festa de São João para o Brasil e, com ela, algumas receitas típicas. Aprenda a fazer uma receita diferente, dica enviada ao blog pela pela Viena, uma das marcas da International Meal Company (IMC) e uma das redes de restaurantes mais tradicionais do País. 

INGREDIENTES
1 litro de leite 
1/3 de xícara de chá de açúcar
¾ de xícara de chá de água
1/3 de xícara de chá de arroz italiano tipo arbório
½ colher de sopa de casquinhas de lima da pérsia cortadas em tiras finas
1/3 de xícara de chá de creme de leite fresco
½ colher de chá de água de flor de laranjeira

MODO DE PREPARO
Misture o leite com o açúcar e leve ao fogo baixo para aquecer. Em outra panela, ferva a água e acrescente o arroz (sem lavar) para cozinhar em fogo médio alto, sem parar de mexer e até secar todo o líquido.
Adicione 3 xícaras de chá do leite aquecido com o açúcar, mexa e abaixe o fogo. Cozinhe em fogo baixo, mexendo de vez em quando para não grudar no fundo da panela.
Acrescente o restante do leite aquecido aos poucos, conforme o líquido da panela de arroz diminuir. 
Em outra panela, coloque a casquinha de lima da pérsia e cubra com água fria. Leve ao fogo e, assim que levantar fervura, escorra a água e seque a casquinha com papel-toalha. Reserve.
No final do cozimento do arroz, coloque o creme de leite e ferva por mais 10 minutos. Retire do fogo e junte a casquinha de lima. Espere esfriar e misture a água de flor de laranjeira.


FONTE: Assessoria Ketchum

sexta-feira, 15 de junho de 2012

Blog indica: Festival de Fondues, Racletes e Cremes aquece Petrópolis


                                  Evento conta com cardápio variado em 18 restaurantes diferentes
Com o friozinho da alta temporada em Petrópolis, qualquer pequeno pecado é permitido. Afinal como resistir ao creme de batata baroa, fondue de salsicha aos pedaços cozidos no chopp, acompanhado de queijo cheddar derretido ou o fondue de chocolate branco com toque de cassis? Impossível! Para realizar os desejos da boa mesa, a cidade está com tudo pronto para oferecer o III   Festival de Fondues, Racletes e Cremes,  promovido pelo Petrópolis Convention & Visitors Bureau.
No evento, realizado entre 15 de junho e 15 de agosto de 2012, há opções para todos os gostos e bolsos em 18 restaurantes localizados  no Centro Histórico, Itaipava e arredores. Entre eles, Afrânio Restaurante, Hotel Albergo Del Leone, Alquimia dos Temperos, Barão Gastronomia, Bistrô da Valéria, Bomtempo Resort, Bordeaux Vinhos e Cia, Cervejota, Don Bistrô, Duetto`s Café, Log Restaurante, Maffagio Restaurante, Oliveiras da Serra, Pousada Paraíso, Pousada Paraíso Açú, Quinta da Paz, S`a Carola e Solar Fazenda do Cedro.
Cada um dos pratos oferecidos será uma experiência única para o paladar. Afinal, Petrópolis e distritos são considerados o 5º Polo Gastronômico, sendo que os Vales de Itaipava, Araras, Videiras, Posse e Corrêas também são conhecidos como Vale dos Gourmets, onde se encontra um dos melhores conjuntos de hotelaria e gastronomia nacionais, segundo o Guia Quatro Rodas.
O evento é mais uma iniciativa do Petrópolis Convention & Visitors Bureau, com o intuito de promover a gastronomia local para turistas e petropolitanos. “É importante participar deste Festival por conta da união de tantos restaurantes que apresentam qualidade em seus produtos e atendimento”, ressalta Margareth Carvalho, proprietária do Bordeaux Vinhos e Cia.
FONTE: Assessoria PC&VB

quinta-feira, 14 de junho de 2012

Bebericando: Angelina Jelly - Drink à base de Cachaça




Composto por folhas de hortelã e geleia de limão e gengibre ideal para quem busca unir sofisticação e suavidade em uma bebida 


O drink Angelina Jelly traz em seu paladar o sabor da geleia de limão com gengibre, o aroma refrescante das folhas de hortelã além de ser preparado a base da cachaça Série A Prata, ideal para a composição de drinks.
A bebida é suave, adocicada e refrescante principalmente pela mistura da geleia, hortelã e gelo. A cachaça Série A Prata também contribui com a suavidade do drink, não destacando o sabor do álcool e permitindo que a combinação dos ingredientes fiquem em evidência.
O Angelina Jelly atende ao gosto de quem aprecia um drink leve e prazeroso de se bebericar e acompanhar petiscos ou até um jantar. O modo de preparo do drink é simples, assim como os ingredientes utilizados são de fácil acesso em mercados.

DRINK ANGELINA JELLY

INGREDIENTES
1 dose de cachaça Série A Prata
2 colheres de sobremesa de geleia de limão com gengibre
3 folhas de hortelã
Gelo picado a gosto

PREPARO
Coloque em uma coqueteleira a geleia e a dose de cachaça Série A Prata. Agite bem até que a geleia dissolva na cachaça. Acrescente o gelo e agite novamente. Decore com folhas de hortelã.

CACHAÇA SÉRIE A PRATA
A Cachaça Angelina Série Prata é produzida artesanalmente em alambiques de cobre na cidade de Cambuí, sul de Minas Gerais, e é a alma das cachaças Angelina Série Ouro, Série A – Cambuci e Mais Suave. Ideal para ser consumida pura ou para preparar drinks e caipirinhas, a Angelina Série Prata descansa em barris de jequitibá-rosa para obter seu aroma e sabor característicos. Cachaça Série A Prata pode ser encontrada nas melhores lojas de bebidas do Brasil.

SOBRE A CASA ANGELINA
Criada com a proposta de resgatar e compartilhar valores contidos na Mata Atlântica nasceu a Casa Angelina. Um local descontraído e ao mesmo tempo envolvente, localizado em Natividade da Serra, município do Estado de São Paulo, no Vale do Paraíba, junto a Serra do Mar.
A fim de valorizar os diferenciais da região, revitalizou o plantio do Cambuci, fruto silvestre nativo da localidade. Visando o reflorestamento, já cultivam mais de 2.000 novas árvores frutíferas.
Surgiram então produtos de origem e cultivo, até hoje artesanais, produzidos na região sul de Minas Gerais, utilizando os aromas e sabores da Mata Atlântica.
Parte do trabalho de Angelina é zelar pela valiosa parte preservada da Mata Atlântica. Para isso desenvolveu um processo para reaproveitamento de todo o resíduo da cachaça que é produzida em fábrica. O bagaço da cana é utilizado para esquentar as caldeiras, e o resíduo pastoso conhecido como vinhoto, que sobra da destilação do caldo da cana, retorna para a plantação em forma de adubo, resultando uma produção ecologicamente correta. 

FONTE: Assessoria

Dica do blog: Que tal harmonizar sopa com cerveja?



O sommelier de cerveja do portal Cerveja Gourmet, Guilherme Balbin,
 selecionou alguns rótulos especiais para harmonizar com sopas e caldos
 na estação mais fria do ano

Com a chegada do inverno, as sopas e caldos são ótimas alternativas para afugentar o frio.  E nada melhor do que fugir do tradicional, e harmonizar as sopas gourmet com cervejas especiais.
Para propiciar novas sensações e aquecer o corpo nos dias de baixas temperaturas, o sommelier de cervejas do portal Cerveja Gourmet, Guilherme Balbin, selecionou algumas combinações que prometem deixar as noites de inverno muito mais saborosas.
Rica em nutrientes e sabores, as tradicionais sopas de legumes ou vegetais harmonizam muito bem com cervejas do estilo Bock, como a Bamberg Maibaum (R$ 16,90) e La Trappe Bockbier (R$ 49,10), e bebidas do estilo Porter, Bierland Imperial Stout (R$15,90).
De acordo com o sommelier de cervejas do Cerveja Gourmet, a sopa de queijo combina com cervejas do estilo IPA , como  a Anderson Valley Imperial IPA (R$ 19,90). Cervejas do estilo Saison, como a Brooklyn Sorachi Ace (R$ 47,90) e a St. Feuillien Saison (R$ 18,90), também são boas escolhas.
Os caldos também podem ser harmonizados.  Segundo Guilherme Balbin, o tradicional caldo de galinha combina com cervejas estilo  Scotch Ale, Traquair House Ale (R$19,70), e Bierre de Garde , Gavroche Biere Sur Lie (R$24,90).
Já saboroso caldo de feijão temperado ou até mesmo a feijoada harmonizam bem com cervejas do estilo Brown Ale, como a Brooklyn Brown Ale (R$ 11,90), e Dunkel, Eisenbahn Dunkel (R$ 8,90).
As cervejas podem ser encontradas na loja virtual www.cervejagourmet.com que entrega em todo o Brasil, e dispõe de entrega via motoboy para SP capital, com taxa a partir de R$3,00, dependendo da região da entrega.

FONTE: Assessoria

Foto sa semana: Divino Pão

Foto: divulgação

Esse é o pão australiano produzido pelo Divino Segredo, padaria e confeitaria artesanal que fica em Itaipava, onde são produzidas mais de 240 diferentes especialidades de pães.
Para os interessados, a empresa oferece serviço de consultoria e palestrantes técnicos na área.

SERVIÇO
Divino Segredo
Estrada União e Industria, 11811.
Telefone: (24)4104-2098.

quarta-feira, 13 de junho de 2012

Água na boca: Paçoca Diet


Festa junina não precisa ser sinônimo de guloseimas mega calóricas. O Clube de Receitas Tal e Qual trará nas próximas semanas várias sugestões de pratos típicos deliciosos, fáceis de fazer e principalmente ZERO açúcar!

INGREDIENTES
- 2 xícaras (chá) de amendoim torrado e sem pele
- ½ xícara (chá) de leite em pó
- 3 ½ colheres (sopa) de Tal e Qual (7 g)
- 5 colheres (sopa) de leite desnatado (75 ml)

PREPARO
Bata o amendoim junto com o leite em pó e o adoçante no processador, até obter uma farofa fina. Passe para uma tigela e acrescente o leite aos poucos, misturando com uma colher, até obter uma massa úmida (se atingir esse ponto antes que o leite acabe, não é necessário acrescentar o resto).
Forre uma vasilha retangular pequena (18 x 28 cm) com papel-filme e despeje a massa. Pressione-a sobre o refratário com as costas de uma colher até ficar bem compacta. Cubra com mais papel-filme e espere cerca de 1 hora antes de cortar.
Retire o filme plástico e corte a massa em quadradinhos ou em losangos, com uma faca ou cortador. Guarde em refratário fechado.

RENDIMENTO: 30 unidades (12 g cada)
Tempo de preparo: 20 minutos

Informação Nutricional –
1 unidade (12 g)
Valor calórico (kcal)
56,2
Carboidratos (g)
2,2
Proteínas (g)
2,6
Lipídios (g)
4,4
Fibras (g)
0,7

Nutrição: Agave, uma boa alternativa ao açúcar



Alimento orgânico é menos calórico e é três vezes mais doce do que o açúcar

O extrato de Agave é um grande aliado da alimentação saudável. Sua utilização para adoçar pratos e bebidas pode auxiliar no emagrecimento, pois é um alimento orgânico certificado que apresenta menos calorias e menor índice glicêmico do que o açúcar - tem 3,34 calorias por grama – apesar de ser três vezes mais doce.
O Agave é uma planta suculenta, originaria do México. É de origem vegetal 100% natural, sem glúten, sem lactose, tem coloração amarela clara, odor agradável e textura mais suave que o mel. Da variedade Azul é produzido o extrato ou xarope de Agave. A produção ocorre através de quebra, filtragens, homogeneização e evaporação da planta, que é cultivada sem nenhum aditivo químico, assim como o processo de beneficiamento da planta.

Uso do AGAVE
Como edulcorante (adoçante); Para adoçar 250 ml de suco substitua 1 colher de sopa de açúcar (15g) por 1 colher de sobremesa de Extrato de Agave (10g);
Potencializador de sabor - realça o sabor de outros ingredientes como frutas e sucos; Amasse uma banana ou cozinhe maçãs e peras e adoce com um fio de Extrato de Agave;
Na culinária, pode ser usado no dia a dia para adoçar cafés, chás, sucos, assim como sobremesas, waffles, pães, panquecas, bolos e outros alimentos.
O Extrato de Agave é menos viscoso e dissolve mais facilmente que o mel ou o melado e não açucara.

Sobre a rede Mundo Verde
A Mundo Verde, maior rede de lojas especializadas em produtos naturais, orgânicos e para o bem-estar da América Latina é referência em qualidade de vida e alimentação saudável. São mais 200 lojas no Brasil, distribuídas por 24 estados, o Distrito Federal e também 2 unidade em Portugal. A rede oferece ainda o serviço gratuito Alô Nutricionista, para esclarecimentos de dúvidas, dicas e orientações através do telefone 0800-022 25 28. www.mundoverde.com.br

Fonte: Assessoria Mundo Verde

segunda-feira, 11 de junho de 2012

Bebericando: Drink romântico para o Dia dos Namorados


Amanhã, 12 de junho, comemora-se o Dia dos Namorados, e para ajudar a todos que pretendem surpreender a pessoa amada nesta data, a Melitta sugere uma receita super fácil de fazer e ideal para se deliciar a dois.  
A receita do Espumante de Café Melitta é perfeita para quem deseja transformar alguns dos simples momentos do dia-a-dia, como o café da manhã ou café da tarde, em uma ocasião romântica e bastante especial. Confira o passo a passo desta sugestão!

ESPUMANTE DE CAFÉ
Ingredientes
½ xícara (chá) de creme de leite fresco (105 g)
1 xícara (chá) de leite integral (120 ml)
8 colheres (sopa) de açúcar mascavo (80 g)
300 ml de café coado Melitta
150 g de biscoito amaretto triturado

PREPARO
Leve para ferver em uma panela o creme de leite com o leite e o açúcar mascavo. Retire do fogo, despeje em uma cremeira e junte o café Melitta. Bata até obter uma espuma leve. Distribua os biscoitos em taças e despeje a bebida.

RENDIMENTO: 4 porções


Lançamento: “Doce Brasil bem bolado”



As chefs Morena Leite e Otávia Sommavilla apresentam o resultado de uma forte parceria: “Doce Brasil bem bolado”, um livro totalmente brasileiro, lançado pelas Editoras Boccato e Gaia. Ao todo, são 32 receitas de deliciosos bolos, com modo de preparo, de montagem e de decoração, que levam ingredientes tipicamente brasileiros como goiaba, cachaça, aipim e caju. O final do livro traz, ainda, dicas e técnicas para quem quer se aventurar no mundo da confeitaria. Esse é o quarto livro lançado por Morena Leite.
Com nomes inspirados na cultura e história brasileiras, traz desde receitas simples, como o Bolo Futebol (feito de chocolate), até as mais sofisticadas, como o Bolo Chita, que leva hibisco na massa e no recheio. Todas as receitas são acom-panhadas de uma pesquisa histórica ? é o caso do Bolo Frevo, de pitanga, que conta sobre o surgimento desse ritmo carna-valesco; do Bolo Trancoso, de capim-santo com brigadeiro de capim-santo, com a história dessa cidade; e do Bolo Flores da Amazônia, de castanha-do-pará com recheio de açaí, uma homenagem a essa região.
 “Nosso primeiro registro de um livro desse tipo é o Açúcar, de Gilberto Freyre (Global Editora, 2007). Apesar de não ter citações à pasta americana ou à decoração nos moldes de hoje, lá estava o alfenim, uma pasta feita de açúcar e moldável a ponto de fazer esculturas. Agora, de forma superatualizada e detalhada, fizemos um livro que agrada tanto aos amantes de bolo como a quem adora novas técnicas e adora arriscar. Para melhor compreensão, contamos também com o trabalho do historiador Sandro Ferrari, que faz uma ligação com o livro de Gilberto Freyre, contextualizando as receitas e destacando as inovações”, conta Otávia.
A ideia surgiu há cinco anos, quando Otávia e Morena foram apresentadas por uma amiga em comum. “Montamos um curso de bolos no Capim Santo. No meio de uma aula, pensamos ‘nossa, esse projeto daria um livro!’. E começamos. Eu sou responsável pelos bolos e Otávia pelas coberturas”, explica Morena.

INFORMAÇÕES 
Título: Doce Brasil Bem Bolado
Autoras: Morena Leite e Otávia Sommavilla
Fotografias: Cristiano Lopes – Estúdio Boccato
Editoras: Gaia e Boccato
Páginas/Preço: 128 / R$ 89,00
Gênero: Gastronomia

Apetite de Cinema: Chocolate – filme inspira mudanças


      No filme, Vianne Rocher e Josephine Muscat encantam os 
moradores do vilarejo com o chocolate. (Foto: divulgação)


Por Francis Érico Leoni

     Sabe quando nada parece estar bem e você encontra em um dos bolsos um pedaço de chocolate, ainda que pequeno, e no instante que você o colocar na boca o tempo parece parar, e naqueles segundos de sabor e prazer você não consegue mais pensar em nada que não seja saborear cada milésimo de segundo daquela delícia? Pois é, com o filme “Chocolate” – Chocolat –, no original não é diferente. Com atuações primorosas e uma história que muitas vezes nos lembra de que a vida não deve ser assim tão arrastada e sisuda. O longa nos leva a uma viagem de volta ao encontro da felicidade simples, existente nos sabores e aromas que nos cercam. Nesta edição falaremos sobre este filme que conquistou muitos fãs pelo mundo, a começar pelo nome. Afinal, quem não se rende ao sabor e aos encantos de um bom chocolate?
        A película conta a história de Vianne Rocher (Juliette Binoche), mãe solteira que se muda com sua filha Annouk (Victoire Thivisol) para um vilarejo (fictício) no sul da França chamado Lansquenet-sous-Tannes e tenta se adaptar, sem saber que um grande desafio a aguarda.
Ao abrir sua Chocolatarie Maya, ela vai observando o comportamento dos habitantes do local, fazendo uma espécie de análise da personalidade de cada um e diz ter o dom de adivinhar o tipo chocolate certo para cada pessoa. Aos poucos vai conquistando o paladar da população local, mas esta conquista não vem assim tão fácil.  Ao perceber o interesse da população pela nova loja, o prefeito, o religioso e moralista Conde de Reynaud – Interpretado por Alfred Molina –, declara guerra à Vianne e suas delícias de cacau, por reprovar suas convicções e comportamento. Atéia e de idéias liberais, ela seduz os moradores com maravilhosos bombons e outras delícias a base de chocolate. Mas durante o desenrolar da história, ela descobre o poder de uma grande amizade e seu chocolate muda de vez o cenário local e o olhar de cada um sobre a vida, dando uma lição de tolerância e amabilidade. (À esquerda, o chocolate quente aromatizado vem acompanhado de biscoito “Bem Casado” de doce de leite, montado especialmente no formato Lollipop. Novidade para o mês de junho no Duetto’s Café. (Foto: Francis Leoni)
     O filme é repleto de cenas de dar água na boca. Uma delas está logo no início, quando ela recebe a visita de sua senhoria, Madame Armande Voizin – Interpretada por Judi Dench e oferece um chocolate quente como ela nunca havia provado antes o que faz a mulher, até então amarga e mau-humorada, se soltar e rir como se voltasse aos tempos da juventude. Mas, sem dúvida, a cena mais emocionante é o almoço que Vianne oferece no aniversário de Armande, onde os vizinhos se fartam de um verdadeiro banquete que inclui frango com molho de chocolate e uma torta como ninguém havia provado antes.
    Uma mostra através da telona de que o sabor mais simples, se observado com atenção, pode mudar muita coisa em nosso dia. E, para finalizarmos essa edição, apresentamos opções para saborear um bom chocolate quente ou mesmo uma torta. (À direita, a torta de chocolate é campeã de pedidos na Padaria Sul América e pode ser encontrada com recheios e coberturas variadas. (Foto: divulgação). Aproveite as maravilhas que só o chocolate tem!

SERVIÇO
Duetto’s Café
Rua do Imperador, 856 – Lj 11, Galeria Gelli, Centro
(24) 2235-6762

Duetto’s Café Imperial
Rua da Imperatriz, 220, Museu Imperial, Centro
(24) 2243-2952

Padaria Sulamérica
Rua do Imperador 1033, Centro
(24) 2242-3156 / 2243-8767

Leitura: A Dieta Ortomolecular e o fim do efeito sanfona



Para ficar em forma e conquistar um corpo perfeito, muitas pessoas, principalmente as mulheres, recorrem a dietas radicais, remédios e intensificam as atividades físicas. No entanto, é importante lembrar que esses métodos de emagrecimento podem trazer danos se forem realizados sem o acompanhamento de um especialista. 
A Dieta Ortomolecular é o principal tratamento para perder peso e evitar o efeito sanfona. É uma dieta natural que está associada à Medicina Ortomolecular, usa a alimentação como coadjuvante e corrige a falta de minerais e nutrientes do corpo.
Essencial para quem quer viver bem e de forma saudável, a Prática Ortomolecular visa o tratamento das doenças e a prevenção da saúde. Através da eliminação dos radicais livres, é possível equilibrar o organismo e promover o rejuvenescimento celular dos órgãos envolvidos no metabolismo.
Com base nas premissas dessa medicina, deve-se estabelecer uma dieta para cada paciente, que tem como objetivo a reeducação alimentar. Utilizando alimentos funcionais, este método propicia melhor aproveitamento dos nutrientes além de significante queima calórica. Há, ainda, uma redução importante da gordura corporal com a diminuição das medidas corpóreas. O emagrecimento ocorre devagar, constante e permanentemente.
A Dieta Ortomolecular contribui, também, para a eliminação de metais pesados, como alumínio, chumbo, arsênico e cádmio. Essas substâncias maléficas podem ser encontradas em produtos químicos, herbicidas, na poluição e nos aditivos alimentares. A intoxicação acontece de modo lento e pode causar danos ao metabolismo celular e comprometer as funções fisiológicas do corpo.

AS BASES DA DIETA ORTOMOLECULAR SÃO:
•    Reeducação alimentar com diminuição dos carboidratos.
•   Retirada dos carboidratos simples como açúcares, doces, arroz branco e massas.
•    Redução de laticínios e frutas em excesso.
•    Redução do consumo de álcool.
•    Aceleração do metabolismo com alimentos funcionais.
•    Correção do metabolismo lento.
•    Introdução da saciedade.
•    Redução da fome e da compulsão alimentar.
•    Aprendizado da alimentação fora de casa e nos restaurantes.
•    Manutenção do peso.

DICAS DA DIETA ORTOMOLECULAR
Escolha bem os alimentos e coma de quatro a cinco vezes por dia. Opte por cereais integrais, frutas, folhas verdes, carnes magras, frango, peixes e legumes cozidos. Deve-se evitar frituras, massas, tortas, pães, doces e chocolate. Não usar molhos e creme de leite nas receitas e ter cuidado com a manteiga, azeite e os óleos em excesso. Para o sucesso da Prática Ortomolecular, é essencial beber muita água e eliminar o consumo de sucos e bebidas alcoólicas.

SOBRE A AUTORA
Dra. Sylvana Braga (www.sylvanabraga.com.br) – Nutróloga, reumatóloga, fisiatra e especialista em prática ortomolecular, também autora do livro “Dieta Ortomolecular – dieta natural para emagrecimento saudável e evitar definitivamente o efeito sanfona", que traz mais de 100 receitas para se manter saudável de forma natural.

Dica do blog: Comidas típicas menos calóricas



Substituições de ingredientes tornam comidas típicas menos calóricas
Apesar do elevado valor calórico, as comidas típicas de festa junina contam com nutrientes importantes ao organismo. Para aproveitar os benefícios da gastronomia junina sem prejudicar a manutenção do peso a nutricionista do Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos, Kátia Terumi Rodrigues, indica algumas substituições simples que vão tornar as comidas juninas menos calóricas, além de destacar quais são as principais funções nutritivas dos ingredientes básicos dos pratos. Confira:

Arroz doce (100g = 160 calorias): o arroz é rico em carboidratos e tem elevado teor energético. Fonte de cálcio, o arroz doce pode ter seu valor calórico reduzido para 87 calorias (100g) através da troca de alguns ingredientes, como leite integral pelo desnatado e açúcar por adoçante artificial.

Bolo de fubá (100g = 350 calorias): rico em carboidratos e com elevado teor energético, o milho ainda é boa fonte de fibras e vitamina A. As calorias podem ser reduzidas para 222 (100g) optando por leite desnatado e adoçante artificial para forno.
A mesma substituição pode ser feita para o bolo de milho, reduzindo as 311 calorias para 178 (100g) e para a canjica, diminuindo de 226 para 165 calorias (100g). No caso dapamonha (100g = 171 calorias), a nutricionista indica dar preferência para adoçante artificial, leite desnatado e margarina light no preparo do prato, o que reduz para 162 calorias a cada 100g.

Já a Pipoca pode ser preparada sem óleo ou manteiga. Kátia explica que o milho deve ser colocado dentro de um saquinho de pão. Feche bem a extremidade do saco, leve ao forno ou micro-ondas por alguns minutos na potência alta. Na hora de salgar, utilize sal em spray. "Além de temperar por igual, essa salmoura hidrata a pipoca, corrigindo o ressecamento causado pela ausência de gordura", completa.

Tapioca: rica em carboidratos e com elevado teor energético, a tapioca é produzida a partir da mandioca. Porém, o valor calórico varia de acordo com o tipo de recheio. Deste modo, a dica é optar por recheios de frutas, evitando combinações com muito açúcar, leite de coco e leite condensado. Um exemplo citado pela nutricionista é o Romeu e Julieta, que pode ficar menos calórico ao escolher geleia de goiaba diet (uma colher de sopa = 68 calorias) e queijo minas light (1 fatia pequena de 20g = 28 calorias).

Pé de moleque (100g = 487 calorias); paçoca(100g = 484 calorias): o amendoim é classificado como uma semente oleaginosa, rica em potássio, magnésio, ferro, cálcio, zinco, fibras e gordura. Devido ao alto índice de gordura, tem elevado teor calórico e, por isso, deve ser consumido com moderação.

Pinhão (100g = 174 calorias): fonte de carboidratos, o pinhão tem um significativo teor de proteínas, minerais e vitaminas do complexo B. Suas propriedades auxiliam no aumento de anticorpos no organismo.

Vinho quente (100ml = 120 calorias): por ser proveniente da uva, o vinho possui substâncias antioxidantes como os flavonoides - que combatem os radicais livres - e o resveratrol - que possui efeito cardioprotetor. Devido ao seu teor alcoólico, deve ser consumido com moderação.

FONTE: Tree Comunicação

Blog indica: Kinpai Suhi Bar e Restaurante




Compromisso com a qualidade encanta e faz deste restaurante, 
o melhor Japonês da Região Serrana.
    
Que o Kinpai Sushi Bar é um dos mais badalados restaurantes de Petrópolis, isso ninguém duvida. Mas, para chegar ao local de destaque que ocupa hoje, uma preocupação constante para os sócios, é a qualidade. Ao longo de sua existência, o lugar foi conquistando a todos, petropolitanos ou não, tornando-se referência no quesito culinária japonesa. Localizado em um dos mais charmosos bairros da cidade, com fácil acesso tanto para quem vem do Rio de Janeiro via Quitandinha, como para quem sai do centro de Petrópolis. O ambiente tem um clima único. Bem iluminado e ricamente decorado com cores acolhedoras e cadeiras confortáveis. Além das mesas, a casa ainda oferece dois lindos e disputados espaços reservados, sendo um com tatame de chão para até quatro pessoas. Não é difícil encontrar objetos que remetem ao Japão. Um deles, logo na entrada, uma ponte vermelha com uma fonte, bem ao estilo nipônico encantam quando se chaga ao local.
O serviço, rápido e bem afinado, também pé uma grande marca da casa.

O CARDÁPIO
O cardápio é coordenado pelo simpático e experiente Nunes San. Com mais de 16 anos de estrada, foi discípulo do renomado Hiroshi Hiwatashi, do restaurante Santory em São Paulo e hoje emprega no Cardápio do Kinpai, tudo o que aprendeu nessa trajetória. Desde os combinados, que são um verdadeiro sucesso, até as entradas típicas japonesas, como Sunomono – Uma combinação de pepinos com kani, camarões, polvo e vinagre especial - . tudo é maravilhoso de ver e saborear.
Mas para quem não tem o hábito de consumir os tradicionais sushis e sashimis, o restaurante também oferece boas opções de pratos quentes, como os Furae – empanados crocantes de peixe, lula frango ou camarão - . Ainda é possível provar delícias como o Filé de linguado ao molho de camarão, com arroz branco. Tudo é supreendentemente saboroso e de uma qualidade visual incomparável. Tanto que virou parada obrigatória para diversos artistas que o elegeram como lugar favorito na hora do lazer.
Outra boa pedida é o almoço executivo, que acontece de terça a sexta, das 12:00h às 16:00h (exceto feriados). Um verdadeiro festival de sabores.

SERVIÇO
Kinpai Sushi Bar
Rua Gonçalves Dias, 423 – Valparaíso, Petrópolis
(24) 2248-8622
www.kinpaisushi.com.br