terça-feira, 26 de março de 2013

Chefs Nao Hara e Eduardo Filgueiras assinam Páscoa do Hotel Solar do Império e Pousada Tankamana



A Páscoa vai ficar mais saborosa com os menus especiais criados pelos chefs Nao Hara e Eduardo Filgueiras para os restaurantes do Hotel Solar do Império e da Pousada Tankamana, ambos localizados na Serra Fluminense, no Rio de Janeiro.
Com um cardápio completo e requintado, os clientes poderão saborear diversas opções de pratos e sobremesas. Entre as delícias do Hotel Solar do Império, assinadas pelo aclamado chef consultor Nao Hara, está o bacalhau em crosta de azeitonas portuguesas, musseline de batata baroa defumada e mix de folhas orgânicas (R$65). Na Tankamana, o chef Eduardo Filgueiras apresenta sua versão debacalhau assado com tapenades de azeitona preta e purê de alho confit e molho de tomate com manteiga (R$65). Nos dois restaurantes, hóspedes e visitantes poderão saborear ainda uma cestinha de chocolate recheada com creme de chocolate branco e frutas vermelhas ao gengibre (R$21).


segunda-feira, 25 de março de 2013

Para aprender...

O Senac Petrópolis está com um novo curso previsto para iniciar nos próximos meses: Sommelier de Cervejas. 

Para maiores informações ligue (24) 2231-7001 
ou vá até a própria unidade (em frente ao Palácio de Cristal).

quarta-feira, 13 de março de 2013

Novo perfil do consumidor de vinhos em Petrópolis



Jovens entre 25 e 35 anos procuram cada vez mais a bebida

O consumidor brasileiro está mudando e ficando cada vez mais exigente. Essa exigência tem tido reflexo também na escolha das bebidas preferidas. Segundo um estudo realizado pela consultoria Nielsen, o brasileiro de hoje tem gostado cada vez mais de vinho, o que gerou um crescimento de 40% do mercado. Este crescimento também está alterando o perfil do consumidor. Segundo pesquisa feita pela Diageo, fabricante de bebidas, 65% do público consumidor de vinho no Brasil são mulheres.
Em Petrópolis, a experiência diária de venda de vinhos tem apontado outra mudança: o vinho tem sido degustado por um público jovem, economicamente ativo, que aprendeu a apreciar a bebida.
Segundo Marcelo Florêncio, proprietário do Don Bistrô e da Adega Don Bistrô, houve um aumento significativo nas vendas da bebida entre os jovens de 25 até 35 anos. “Este era um público que não existia e que passamos a atender. Até pouco tempo, nosso público era restrito a clientes entre 35 e 50 anos”, afirma. “Os filhos dos meus amigos estão apreciando, cada dia mais, um bom vinho. Eles buscam um ambiente gostoso para conversar e relaxar, e não costumam se preocupar com o preço e sim com a qualidade do produto”, analisou.
Para Florêncio, a criação deste novo público se deve ao sucesso profissional conquistado cada vez mais cedo: “O consumo de vinhos deixou de ser moda e está sendo uma realidade. Os jovens estão investindo neste prazer e apreciando as boas coisas da vida”.
Para a consultoria Nielsen, o crescimento do mercado de vinho comprova que o brasileiro busca bem-estar e sofisticação ao escolher os produtos que vai consumir.
No Don Bistrô, os vinhos do Novo Mundo, originários da Austrália, Estados Unidos, Argentina, Chile e África do Sul, por exemplo, são os mais lembrados. “Os vinhos do novo mundo são os mais procurados pelos jovens. O consumo fica acima de R$ 70”, explica Marcelo.

SERVIÇO
Don Bistrô
Endereço: Vila Luiz Salvador, na Estrada União e Indústria, 10.550 – Itaipava.
Reservas pelo telefone (24) 2222-6226

quarta-feira, 6 de março de 2013

Páscoa chegando! Temos uma sugestão de filme que combina e muito com o tema.


Chocolate. Um filme que inspira mudanças, um sabor que hipnotiza!

Juliette Binoche interpreta Vianne Rocher
Sabe quando nada parece estar bem e você encontra sem querer em um dos bolsos, um pedaço ainda que pequeno, de chocolate e no instante que você o coloca na boca o tempo parece parar, e naqueles segundos de sabor e prazer você não consegue pensar em nada que não seja saborear cada milésimo de segundo daquela delícia? Pois é, com o filme Chocolate – Chocolat, no original não é diferente. Com atuações primorosas e uma história que muitas vezes nos lembra de que a vida não deve ser assim tão arrastada e sisuda. O longa nos leva a uma viagem de volta ao encontro da felicidade simples, encontrada nos sabores e aromas que nos cercam. Nesta edição falaremos sobre este filme que conquistou muitos fãs pelo mundo, a começar pelo nome. Afinal, que não se rende ao sabor e aos encantos de um bom chocolate?

       A película conta a história de Vianne Rocher, mãe solteira que se muda com sua filha para um vilarejo (fictício) no sul da França chamado Lansquenet-sous-Tannes e tenta se adaptar, sem saber que um grande desafio a aguarda.

      Ao abrir sua Chocolatarie Maya, ela vai observando o comportamento dos habitantes do local, fazendo uma espécie de análise da personalidade de cada um afirmando ter o dom de adivinhar o tipo chocolate certo para cada um. Aos poucos conquista o paladar e a amizade de alguns habitantes, mas, esta conquista não vem assim tão fácil.  Quando percebe que está perdendo o controle da população, o prefeito, o amargo e moralista Conde de Reynaud – Interpretado por Alfred Molina, declara guerra à Vianne e suas delícias de cacau, por reprovar suas atitudes e comportamento. Mas durante o desenrolar da história, ela descobre o poder de uma grande amizade e seu chocolate muda de vez o cenário local e o olhar de cada um sobre a vida, dando uma lição de tolerância e amabilidade no fim.

Judi Dench apresenta Armand Voizin
A mulher triste que se encanta com o chocolate.
O filme é repleto de cenas de dar água na boca. Uma delas está logo no início, quando ela recebe a visita de sua senhoria, Madame Armande Voizin – Brilhantemente interpretada por Judi Dench e oferece um chocolate quente como ela nunca havia provado antes, com um toque de pimenta, o que faz a mulher até então amarga e mal-humorada se soltar e gargalhar como se voltasse aos tempos da juventude, relembrando suas aventuras amorosas. Mas uma das mais emocionantes  é o almoço de aniversário de Armande, promovido por Vianne, onde os vizinhos se fartam de um verdadeiro banquete.

Uma mostra, através da telona, de que um sabor, por mais simples que seja se observado com atenção, pode mudar muita coisa em nosso dia. Quando comemos, é como se nos conectássemos com a natureza em suas enumeras manifestações. O paladar abre- nos um mundo que muitas vezes, esquecemos de visitar para ter a certeza de que a vida não precisa ser complicada, e que um único minuto pode trazer muitas surpresas.

Um filme que preenche a alma e alimenta a visão e o paladar!

FICHA TÉCNICA

Diretor: Lasse Hallström
Elenco: Juliette Binoche, Judi Dench, Johnny Depp, Alfred Molina, Hugh O'Conor, Lena Olin, Victoire Thivisol, Peter Stormare, Carrie-Anne Moss.
Produção: Leslie Holleran, David Brown, Kit Golden
Roteiro: Robert Nelson Jacobs
Fotografia: Roger Pratt
Trilha Sonora: Rachel Portman
Duração: 122 min.
Ano: 2000
País: EUA
Gênero: Romance
Cor: Colorido
Distribuidora: Não definida
Classificação: 12 anos


Colomba Pascal: as Pombas de Pavia (Itália)



Com a representação do Espírito Santo, o pão consagra sua tradição e ganha o paladar dos brasileiros.
Com as proximidades semana da santa, começamos a nos preocupar com as reuniões de família, as tradições e, principalmente, com o cardápio do domingo de páscoa. Mas um alimento em especial há alguns anos popularizado no Brasil, vem marcando cada vez mais presença nas mesas da páscoas em muitos lares ao longo do país, a Colomba Pascal. A Colomba é um adereço alimentar muito presente nesta época.
A colomba ou pomba pascal, como foiçou conhecida na Itália é um pão doce e enfeitado com a forma de ave, é um símbolo cristão. A forma de pomba era utilizada muito freqüentemente nos antigos sacrários onde se reservava a Eucaristia. O símbolo eucarístico se converteu logo no pão doce que costuma ser compartilhado, em alguns países europeus - especialmente na Itália - no café da manhã de Páscoa e da "Pasquetta", a segunda-feira de Páscoa. Nos últimos anos, a Colomba Pascal já é encontrada a venda no Brasil e começa a se tornar tradição nas manhas de páscoa, assim como o panetone no natal. De sabor é suave e preparo delicado, seu gosto se diferencia do Panetone, pelo uso mais acentuado de cascas de laranja cristalizadas, que substituem as uvas passas de seu “irmão natalino”. Sua receita contém mais manteiga e ovos e pode receber cobertura de glacê, amêndoas ou ainda chocolate aromatizado, apresentando inclusive algumas decorações requintadas.
O Surgimento
Uma lenda conta que o rei lombardo Albuíno, raivoso com os problemas da guerra, com a resistência militar na cidade de Pavia, se acalmou e desistiu de sua vingança depois de ganhar de um padeiro de Pavia um doce com a forma de uma pomba, preconizando a paz.
Muitas histórias estão ligadas aos símbolos da Páscoa, entre elas, a colomba pascal. Ao norte da Itália, em Lombardia, vilarejo de Pavia, houve uma invasão local do exército de Albuino, o rei dos lombardos. Um confeiteiro do local resolveu preparar um presente para o invasor. Criou um bolo diferente, preparado com ricos ingredientes e assado no formato da pomba da paz. Quando recebeu o presente, o invasor ficou encantado com o sabor do bolo e a sensível ideia e decidiu poupar o vilarejo do ataque. Desde então o bolo simboliza a vinda do Espírito Santo.

A tradição rodou o mundo, chegou ao Brasil e Em Petrópolis não poderia ser diferente. De olho na procura por produtos voltados à páscoa, o comércio se prepara para atender aos paladares mais exigentes, com o que há de melhor na gastronomia. Sempre atenta às necessidades do público, a Sul América Padaria e Confeitaria preparou algumas sugestões ara sua páscoa, são bolos e tortas a base de chocolate e claro versões diferenciadas da Colomba, brincando com cores e variando a maneira de confeitar o pão. A tradicional que pode ser coberta de chocolate é uma boa pedida, mas, para quem quer fugir do óbvio, há as versões de farofa doce e coloridas cobertas de confete lembrando os também famosos cupcakes - bolinhos coloridos. Uma boa maneira de deixar a mesa da páscoa divertida e atrair ainda mais a atenção da criançada.

SERVIÇO:
Sul América Padaria e Confeitaria
Rua do Imperados, 1033 – Centro
(24) 2243-8767 / (24) 2242-3156