terça-feira, 15 de março de 2016

Spa Serra Morena cria programação especial para o aniversário de Petrópolis


Filé de Tilápia ao molho de maracujá e gergilin com panache de legumes - Foto: Maria Mattos


O Spa Serra Morena, em Pedro do Rio, criou uma programação especial para celebrar os 173 anos de Petrópolis.

“Vem viver aqui na serra onde a sorte nos sorri. Quem pensa que é feliz em outra terra é porque ainda não viveu aqui”. Essas frases fazem parte do Hino de Petrópolis composto por Geraldo Ventura Dias, e retratam o encanto pela Cidade Imperial que, no próximo dia 16, completa 173 anos de fundação. Para comemorar esta data, o Spa Serra Morena, situado em Pedro do Rio, preparou uma programação especial para o fim de semana de 18 a 20.
Durante esse período os hóspedes desfrutarão de caminhadas e passeios aos principais pontos turísticos da cidade. O Spa Serra Morena disponibilizará um guia turístico para os hóspedes poderem conhecer os encantos da Cidade Imperial. Pelo valor de R$80, no sábado, 19, às 20h, a programação é assistir ao espetáculo Som e Luz, no Museu Imperial (transporte e ingresso inclusos nesse valor).
Outro ponto alto da programação em homenagem ao aniversário da Cidade será o Menu Imperial elaborado por Maria Elisa Duarte, sócia do Spa, com prato principal e sobremesa. O prato principal do almoço será tilápia ao molho de maracujá e gergelim com panache de legumes (foto). A sobremesa escolhida foi a Violeta, feita com gelatina, suco de uva integral orgânico e creme de leite light (foto). Para o jantar, um caldo de ervilha com croutons.


Gelatina com suco de uva integral
e creme de leite light


Serviço:
Spa Serra Morena
Endereço: Loteamento Serra Morena, Pedro do Rio, Petrópolis

quinta-feira, 10 de março de 2016

Os encantos de uma mulher visto além de uma taça!




por Flávia Medeiros*
Dizem que entender uma mulher não é muito fácil.
Eu discordo! Somos tão previsíveis...rs
Pois é, mas se você consegue entender e amar a tão afamada Região de Borgonha, seus mistérios e sua versatilidade de expressão, parabéns, você tem um lado feminino bem lapidado.
Mas sempre resta alguma coisa que não se consegue capturar. É talvez exatamente isso  que esteja toda a graça do vinho dessa região. Como uma mulher, os vinhos da Borgonha são incrivelmente simples (apenas duas uvas são consideradas principais, a Chardonnay e a Pinot Noir) e muito complicados (como apenas duas uvas podem gerar vinhos com tamanhas diferenças?).
A explicação é o Terroir (solo, clima ou seja, a geografia). Em nenhum outro lugar ele se manifesta de maneira tão óbvia como na Borgonha. Dependendo do lugar onde a uva nasce, cresce , poderá adquirir determinada personalidade, que será diferente da sua vizinha de fileira.
Os vinhos da Borgonha precisam ser admirados e amados. Precisam de dedicação para ser experimentados da forma correta, não são “fraquinhos” como popularmente são taxados, tem personalidade.
Eles, assim como as mulheres, não se deixam entender logo de cara, precisam de degustadores sensíveis, capazes de compreender a delicadeza que não é sinônimo de fraqueza e só se mostram em todo o seu esplendor àqueles que querem de fato saber seu valor.
Resumidamente, você pode entender Borgonha assim:
- O Borgonha branco é feito principalmente de Chardonnay e o tinto, de Pinot Noir. Embora outras uvas sejam plantadas na região, pouco são consideradas.
- Beaujolais é considerada uma subregião da Borgonha. Embora sua principal uva seja a Gamay e seus vinhos sejam completamente diferentes, muitos autores tratam Beaujolais como uma região à parte.
-Ao contrário da maior parte da França, os vinhos são feitos de apenas uma uva.
Falar tudo sobre Borgonha demanda não só nossa coluna, mais sim o jornal inteiro, eu particularmente adoro os mistérios e as surpresas que cada taça desses vinhos revelam. Mas, comparando seus vinhos com as mulheres, o fato é: mesmo tendo várias faces, aromas e posturas, são imprevisíveis, misteriosos, encantadores, e fazem toda diferença quando bem trabalhados. Quem não conhece uma mulher assim?  Então meninas, o mês de março é todo nosso, e merece um bom Borgonha.
Minha dica especial do mês encontra-se na Importadora Grand Cru em Itaipava (Shopping Arcádia), lá você encontra algumas preciosidades de que me refiro, e se ainda tiver dúvida, estaremos prontos para esclarecer. Parabéns a todas nós mulheres!

(*) Flávia Medeiros
Consultora em vinhos e com especialização na área. No Brasil é uma das poucas profissionais que conta com a certificação Wine & Spirit Education Trust – Level 2. Contato: chateaumedeiros@hotmail.com 


Padaria artesanal é exemplo de sucesso


No mês dedicado às mulheres, a empresária Daniela Varanda comemora a ampliação de sua empresa e o sucesso de seus pães

por Anna Paula Di Cicco
Seja doce ou salgado, light ou integral. O ingrediente principal é comum em todos os produtos desenvolvidos por Daniela Varanda: o amor! É por essas e outras que a marca surgiu há seis anos com o nome Pasto con Amore.
"Sou autodidata. Fui me apaixonando pelos pães conforme fui tendo contato. Não tem nada a ver com minha formação que é em psicologia e gestão de recursos humanos. Eu fui lendo, cheguei a estudar con chef francês e me descobri fazedo essa variedade de pães", conta Daniela.
Hoje, cerca de 80 tipos de pães compõem o variado cardápio oferecido pela Pasto con Amore. A fim de agradar todos os tipos de paladar, Daniela cria receitas personalizadas. "Eu acabo criando novos pães de acordo com o gosto do cliente ou ocasião em que ele será servido. É bacana porque todo mundo sai satisfeito e isso garante que cada casa tenha seu próprio mix de produtos, sejam pousadas, hotéis, festas particulares ou restaurantes", comenta.
Amêndoas com mel, aveia com mel, australiano, café, canela com passas, alho poró, cereja com nozes e laranja são apenas alguns exemplos da criatividade de Daniela, sem contar com os recheados. a qualidade e o sabor dos quitutes estão diretamente ligados ao seu preparo, totalmente sem uso de conservantes e livres de gorduras trans.
"Uso ingredientes mais próximo possível dos naturais. Nos doces, uso o suco da fruta. Nos salgados, como o de abóbora, uso o legume fresco. Além disso, meus pães são feitos com água e não leite, o que é favorável para quem tem algum tipo de alergia, não só à lactose, que é o açúcar do leite, mas como também para quem tem intolerância a outros componentes do produto", explica.
Formas e cores ainda são destacados em cada item do menu da Pasto. Com decorações de ervas, temperos e grãos, os pães trazem formas delicadas, todos moldados artesanalmente. Quadrados, redondos, torcidos em tranças, apenas esticados como palito: cada um traz a arte do produto feito à mão.
"A modelagem dos pães é toda feita manualmente. Isso possibilita que eu trabalhe com um mix de produtos variados e cada vez mais personalizado", afirma.
Afinal, se estamos falando de amor, o que seria senão a energia que as mãos podem transmitir aos alimentos? E em março, mês da mulher, além de expandir sua cozinha, tem novidade por aí... A Daniela, juntamente com outras mulheres ligadas à gastronomia da cidade, vai oferecer um menu degustação no salão Duda Hair. Pra conhecer essas delícias, é só dar uma passadinha e conferir o leque de opções e sabores.

Serviço
A Pasto con Amore funciona diariamente, mas os produtos são fabricados conforme encomenda. O contato é com Daniela Varanda através do telefone (24) 98846-9926. Entrega em domicílio. 

Ovos de Páscoa que cabem no orçamento

Ovos de Páscoa derivam dos pâtissiers franceses. 
O da Foto é o da Bella’s Confeitaria

Quando pensamos em páscoa logo nos vem a imagem de deliciosos ovos de chocolate, de diversas formas, sabores e tamanhos. Entretanto a páscoa que conhecemos nem sempre foi comemorada dessa forma, a tradição milenar vem evoluído através dos séculos e sofrendo alterações nas práticas que descendem da cultura europeia.
Tudo começou com a antiga tradição dos povos mediterrâneos, de se presentar com ovos quando fenômenos naturais indicavam a chegada da tão aguardada primavera. Os ovos eram decorados com diversas gravuras que remetessem de alguma forma aos elementos da natureza ou plantas da estação, podendo também ser cozido junto a raízes ou ervas que os ornassem com corantes naturais. O povo da época durante o período da primavera adorava Ostera, deusa da fertilidade, amor e renascimento cuja conjunção dos três símbolos (ovo, lebre e mulher) eram a ela associados.
Posteriormente a entrada dos símbolos no cristianismo se deu durante o Concilio de Niceia, onde clérigos tinham a preocupação de ampliar o seu número de fiéis por meio da adaptação de algumas antigas tradições e símbolos religiosos, a partir de então, era notável a pintura de vários ovos com imagens de Jesus Cristo e sua mãe, Maria.
Séculos mais tarde, durante o período pascal, o hábito de presentar com ovos era presente em países da Europa oriental. Eduardo I da Inglaterra oferecia ovos banhados a ouro para seus súditos preferidos. Já Luiz XIV da França os mandava pintados e decorados, contendo diversas surpresas aos presenteados.
Os ovos que conhecemos e tanto apreciamos, derivam dos pâtissiers franceses que recheavam os ovos de galinha vazios, com chocolate e decoravam as cascas com belas pinturas. No final do século XIX saiam das fábricas os primeiros ovos totalmente feitos de chocolate, usados como forma de presentar até os dias de hoje.


Páscoa em tempos de crise
Para driblar a crise econômica a Padaria e Confeitaria Sul América, que trabalha com as principais marcas de ovos de chocolate existentes no mercado, reduziu valores e está oferecendo os melhores preços da cidade. “Apesar de o chocolate ter aumentado 10%, a ideia é que ninguém deixe de comprar o tradicional ovo de páscoa, apesar dos salários corroídos pela inflação”.

Chocolate caseiro, uma boa opção!
Apaixonada por chocolate, Isabella Carvalho começou há um ano com a Bella’s Confeitaria e já colhe o fruto do seu trabalho impecável. Formada em confeitaria pelo Senac, investiu em produtos a base de chocolate e fabrica trufas, pão de mel, naked cake e panetones trufados de tirar o fôlego. Ela ainda adapta seus produtos para eventos sazonais de acordo com a procura dos clientes e está sempre em busca de novas opções para driblar a crise.
“Para a Páscoa a grande sensação são os ovos trufados de colher nos sabores de Nutella, coco, menta com marshmallow e maracujá”, conta a confeiteira que também trabalha ainda com ovos de produzidos chocolate belga. Atualmente, seus produtos podem ser encontrados na Empada Brasil, Vespertino, ou diretamente com ela através dos seus contatos mencionados na matéria.


Serviço
  • Padaria Sul América – Rua do Imperador 1033, Centro – Telefone: (24) 2242-3156
  • Bella’s Confeitaria – (24) 2235-6864  /98165-5907 ou pelo e-mail: bellarocha@terra.com.br




“Deguste: a feira dos amantes cervejeiros”

A próxima edição ocorre no dia 12 deste mês

É indiscutível que grande parte dos petropolitanos não dispensa a boa e velha cerveja, sendo ela uma opção simples e tradicional na cidade, não há quem resista aos encantos da “gelada”. Pensando nisso Rafael Avancini, junto ao seu sócio Rodrigo Duarte, apreciadores de cerveja artesanal, tiveram a ideia de desenvolver em Petrópolis um evento que divulgasse e promovesse as cervejas de boa qualidade produzidas na região. Dai nasceu a feira mensal de cervejas artesanais, “Deguste”.
O objetivo principal do evento é a criação do Circuito Cervejeiro de Petrópolis, além de transformar a cidade na capital da cerveja artesanal e também a cessão de um espaço no Centro de Cultura Raul de Leoni para a realização de um trabalho permanente que traga visibilidade a um produto que está se solidificando no mercado turístico e cultural. A feira também visa aumentar o número de turistas, fortalecendo o setor de cervejarias artesanais na região serrana do Rio de Janeiro, além de promover e divulgar as marcas, ampliar o mercado consumidor e abrir oportunidades de negócios.

A primeira edição do evento, que ocorreu no dia 30 de janeiro, na Praça Visconde Mauá, foi um verdadeiro sucesso. Estimasse que o público de aproximadamente cinco mil pessoas tenha consumido cerca de 30 mil litros de cerveja, além de apreciar shows de bandas locais como Taruira, Molho Inglês e Banda Concreto Humano. Food trucks também fizeram a alegria dos amantes cervejeiros, que puderam se deliciar com os bolinhos de feijoada (Aconchego Carioca), hambúrguer (Devorarte), massas (Annunciata), docinhos feitos com a Stout de aveia da cervejaria Serra Velha (Dona Carmô), Paleteria do Barão e Fit4me que adocicou a festa com seu pão de mel recheado com brigadeiro de cerveja e trufa de cerveja além do Bistrô Agridoce com delícias de dar água na boca. A Deguste vai ocorrer sempre no segundo sábado de cada mês. A próxima edição será no dia 12 deste mês. Se você curte cervejas especiais produzidas por mestres cervejeiros, juntamente casados com o clima de descontração e diversão ao ar livre, certamente vai se identificar com o evento que já entrou para o calendário oficial da cidade.

Food Truck Imperial reserva o melhor da gastronomia durante evento


Ação social e shows fazem parte da programação

No dia 13 de março o Parque Municipal de Petrópolis vai receber a 5ª edição do Food Truck
Imperial. O local será o ponto de chegada dos participantes da Meia Maratona Imperador D. Pedro II, que inaugura o Circuito Serra Verde Imperial e homenageia o aniversário de 173 anos de Petrópolis. O evento será realizado das 8h30 às 18h, com entrada e estacionamento gratuitos. Confirmados: Annunciata, Colossus Hamburgueria e Paleteria Cocobongo.
Essa é a terceira vez que o encontro gastronômico é realizado no distrito de Itaipava e vem atraindo um número cada vez maior de visitantes, entre moradores da cidade e turistas. Com o patrocínio da Cerveja Skol Ultra, além do cardápio diversificado dos trucks, os visitantes também poderão conferir os shows da banda Band´Ana, Walter Junior e Luciana Spedo (The Voice Brasil).
Em um evento para toda a família, os amantes de carros antigos terão mais alguns motivos para marcar presença. Lá haverá uma exposição de modelos de autos do grupo Serra Bugs. Já para as crianças, área kids com recreadores da Universidade Estácio de Sá.

A Meia Maratona Imperador D. Pedro II é uma realização da Serrana Center Promoções e Eventos, com o apoio da Prefeitura de Petrópolis e do 32 BIL – Batalhão de Infantaria Leve. Os atletas também participarão de uma importante ação social, doando gêneros alimentícios, material de limpeza e higiene pessoal que serão doados aos idosos que se encontram no abrigo São Bento Cottonelo, atualmente sob intervenção da justiça. 

Multigastonomia: a alegria dos amantes da cozinha

Chef Lo Presti recebendo

por Anna Paula Di Cicco

A palavra vem sendo inserida no cotidiano dos Petropolitanos há pouco mais de três meses, quando no finalzinho de novembro a Di Farina deixou de ser "apenas" uma das melhores pizzarias da Cidade Imperial para se tornar o espaço gastronômico mais querido da Região Serrana, com a inauguração da Cuccina Di Farina. 
A multigastronomia, como o nome mesmo sugere, é a possibilidade de transitar entre as
mais diversas experiências gastronômicas em um mesmo local, não se limitando a um único ambiente como a cozinha ou o salão. "Hoje as pessoas buscam entretenimento e nós vendemos entretenimento. Ou seja, um ambiente agradável, com bom atendimento, onde as pessoas compartilham bons momentos”, afirma Antônio Lo Presti, sócio-propritário e chef pizziolo.
Com um forno à lenha desenvolvido pela Chauffage exclusivamente para a Cucina, seguindo os padrões de um forno "veramente" napoletano, a ideia é reunir os amantes da boa gastronomia e expandir os conhecimentos de renomados chefs da região. 
Mas se engana quem pensa que o espaço se resume a cursos e workshops ligados somente às pizzas. A Cucina já sediou também curso de risotos harmonizados, cozinha harmonizada com cerveja e até mesmo culinária infantil. No último final de semana de fevereiro foi a vez da criançada aproveitar um pic-nic saudável com a chef Alice Cox.
Mas voltando às pizzas... vale ressaltar que o novo forno vem complementar a autenticidade das redondas mais italianas de Petrópolis. A Di Farina Pizzerie inclui em seu cardápio a pizza "verace",  que garante que o cliente deguste a pizza dentro do padrão de qualidade exigido pela Associazione Verace Pizza Napoletana, onde Lo Presti fez aulas para trazer o produto à Di Farina.
E é por atender às exigências e seguir receita à rsca, que você pode tranquilamente experimentar uma verace em Petrópolis, tendo a certeza de que é o mesmo produto que você estaria degustando em um estabelecimento certificado em Nápoles. 
Ou seja, independente do recheio, o padrão engloba o modo de preparo, o tamanho do disco, tamanho e altura da borda, coloração, o tempo de descanso, entre outros. No final das contas, depois de comer uma verace, o petropolitano entende perfeitamente o que é uma pizza de verdade!

Serviço

A Pizzerie Di Farina fica na Avenida Ipiranga, 629 e funciona de terça-feira a domingo, das 17h30 às 23h30. Já o Pellegrini está localizado na Rua 13 de Maio, 184 e abre todos os dias (de segunda a segunda), das 12h à meia-noite.